AMPARO LEGAL

Amparo legal para este blog: Constituição Federal
Art. 1º. A República Federativa do Brasil, foramada pela união indissolúvel dos Estados e Municípios e do Distrito Federal, constitui-se em Estado Democrático de Direito e tem como fundamentos:
...
Art. 5º. Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes:
...
IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato;
...
VIII - ninguém será privado de direitos por motivo de crença religiosa ou de convicção filosófica ou política...;
...
IX - é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independente de censura ou licença;
Art. 220 - A manifestação do pensamento, a criação, a expressão e a informação, sob qualquer forma, processo ou veículo nao sofrerão qualquer restrição, observado o disposto nesta Constituição.
§ 2º. - é vetada toda e qualquer censura de natureza política ideológica e artística.
Sem espaço no mídia para divulgar os trabalhos realizados pelas Guardas Municipais do Brasil, este blog é mais uma ferramenta aliada para ampliar as ações cotidianas desta força policial que atua na segurança pública municipal.
GUARDA MUNICIPAL, órgão do poder público, legalmente investido no cargo, capacitados e treinados para cumprir as missões que lhes competem, com atribuição policial, fiscaliza, vigia, guarda, com sua presença (fardada) de caráter preventivo promove ações de segurança pública municipal, investido do poder de polícia da administração pública.

GUARDA MUNICIPAL, JUNTOS SOMOS MAIS QUE VENCEDORES!
GUARDA CIDADÃ - DESDE 1985 -PROTEGE, ORIENTA E AUXILIA -
ATENDE PELO TELEFONE (15) 3262.3244, 3262.1118 e 199 (Defesa Civil) 24 HORAS
Endereço para correspondência: Praça Duque de Caxias, 32 Centro - Cep: 18540000
e-mail: guarda.subinspetor@portofeliz.sp.gov.br
MEU CONTATO É: yvetegon@hotmail.com

Telefones de emergência
100- Violação dos Direitos da Criança e do Adolescente (Nacional)
180- Delegacia Eepecializada do Atendimento à mulher
181- Disque denuncia
190 - Polícia Militar
193 - Bombeiros
194 - Polícia Federal
197 - Polícia Civil
199 - Guarda Civil Municipal e Defesa Civil (Porto Feliz)

A farda não é uma veste que se despe com facilidade ou até com indiferença, mas uma outra pele que adere a própria alma, irreversivelmente para sempre. (desconheço o autor)

Ao homem que teme ao Senhor, ele o instruirá no caminho que deve escolher (Salmos 25/12)

Este blog está no ar desde 27/06/2011
Parou em 20/12/2015 por motivos politicos


Não serão públicados comentários no anonimato em cumprimento ao Art. 5 - IV É livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato. C.F.





sexta-feira, 6 de novembro de 2015

“Eu não sei se fiz errado ou fiz certo, mas me defendi”, diz agricultor que matou bandidos.


Dois criminosos foram mortos após tentar assaltar uma residência localizada em Picada Karnopp, no interior de Candelária, no início da noite desta terça-feira, 3. Em entrevista à Rádio Gazeta, o proprietário da casa, Elenor Ritzel, de 43 anos, contou como foi a aproximação dos bandidos e deu detalhes do ocorrido.

Conforme o relato do agricultor, dois homens chegaram em sua propriedade antes das 19 horas pedindo por água. O filho mais velho, de 20 anos, foi à cozinha buscar dois copos. Ao retornar, os dois indivíduos sacaram armas e anunciaram o assalto. “Nisso eles já bateram no meu filho e me deram uma coronhada. Me mandaram deitar e perguntaram se tinha mais gente em casa”, lembrou.

Em seguida, os bandidos foram em direção à casa dos pais do agricultor, que moram nos fundos. “Um deles deu um ‘coice’ no meu pai e um tapa na cara dele, um senhor idoso. Atiraram minha filha no chão e disseram que iam matar ela, que tem 10 anos”, contou Ritzel, emocionado. Quando um dos criminosos foi para o interior da casa, o agricultor não pensou duas vezes e decidiu reagir. “Vi meu filho deitado no chão levando chutes e eles pisando no braço da minha pequena. Meu filho levantou, me ajudou, e foi nesta hora que entramos em luta”, disse.

Segundo Ritzel, o bandido conseguiu revidar e atirar no jovem de 20 anos, que caiu. “Foi quando pedi ajuda para minha esposa e pedi para ela me alcançar uma faca. Ela me alcançou, e eu enfiei nele. Depois peguei a arma dele e dei mais dois tiros”, contou.

O segundo criminoso, ao ouvir os disparos, retornou para a sala. Ao se deparar com o companheiro morto, tentou fugir. Durante a corrida, ele ainda disparou contra o agricultor novamente, atingindo o tronco dele de raspão. Em seguida, Ritzel revidou. “Antes de ele sumir, consegui atirar e ele caiu, seco. Eu não sei se fiz errado ou fiz certo, mas me defendi. Eu tava com dor vendo ele batendo nas crianças, deitadas no chão e ainda me chamar de vagabundo”, acrescentou o agricultor.

Após a ação, o proprietário e o filho foram atendidos no Hospital de Candelária, onde ainda recebem cuidados. O jovem terá que fazer alguns exames em Santa Cruz do Sul, mas passa bem. Segundo a Polícia Civil, os criminosos foram identificados como Marcos Borges da Silva, de 29 anos e Elias Costa do Amaral, de 42. Os dois eram detentos e estavam em liberdade desde o dia 27 de outubro, após cumprirem pena no Presídio Estadual de Sobradinho devido a um assalto à mão armada em um estabelecimento comercial em Arroio do Tigre.
fonte: http://amigosdaguardacivil.blogspot.com.br/2015/11/eu-nao-sei-se-fiz-errado-ou-fiz-certo.html?utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed:+AmigosDaGuardaCivil+(AMIGOS+DA+GUARDA+CIVIL)

Nenhum comentário:

Postar um comentário