AMPARO LEGAL

Amparo legal para este blog: Constituição Federal
Art. 1º. A República Federativa do Brasil, foramada pela união indissolúvel dos Estados e Municípios e do Distrito Federal, constitui-se em Estado Democrático de Direito e tem como fundamentos:
...
Art. 5º. Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes:
...
IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato;
...
VIII - ninguém será privado de direitos por motivo de crença religiosa ou de convicção filosófica ou política...;
...
IX - é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independente de censura ou licença;
Art. 220 - A manifestação do pensamento, a criação, a expressão e a informação, sob qualquer forma, processo ou veículo nao sofrerão qualquer restrição, observado o disposto nesta Constituição.
§ 2º. - é vetada toda e qualquer censura de natureza política ideológica e artística.
Sem espaço no mídia para divulgar os trabalhos realizados pelas Guardas Municipais do Brasil, este blog é mais uma ferramenta aliada para ampliar as ações cotidianas desta força policial que atua na segurança pública municipal.
GUARDA MUNICIPAL, órgão do poder público, legalmente investido no cargo, capacitados e treinados para cumprir as missões que lhes competem, com atribuição policial, fiscaliza, vigia, guarda, com sua presença (fardada) de caráter preventivo promove ações de segurança pública municipal, investido do poder de polícia da administração pública.

GUARDA MUNICIPAL, JUNTOS SOMOS MAIS QUE VENCEDORES!
GUARDA CIDADÃ - DESDE 1985 -PROTEGE, ORIENTA E AUXILIA -
ATENDE PELO TELEFONE (15) 3262.3244, 3262.1118 e 199 (Defesa Civil) 24 HORAS
Endereço para correspondência: Praça Duque de Caxias, 32 Centro - Cep: 18540000
e-mail: guarda.subinspetor@portofeliz.sp.gov.br
MEU CONTATO É: yvetegon@hotmail.com

Telefones de emergência
100- Violação dos Direitos da Criança e do Adolescente (Nacional)
180- Delegacia Eepecializada do Atendimento à mulher
181- Disque denuncia
190 - Polícia Militar
193 - Bombeiros
194 - Polícia Federal
197 - Polícia Civil
199 - Guarda Civil Municipal e Defesa Civil (Porto Feliz)

A farda não é uma veste que se despe com facilidade ou até com indiferença, mas uma outra pele que adere a própria alma, irreversivelmente para sempre. (desconheço o autor)

Ao homem que teme ao Senhor, ele o instruirá no caminho que deve escolher (Salmos 25/12)

Este blog está no ar desde 27/06/2011
Parou em 20/12/2015 por motivos politicos


Não serão públicados comentários no anonimato em cumprimento ao Art. 5 - IV É livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato. C.F.





segunda-feira, 27 de abril de 2015

OSASCO/SP - GCM de Osasco prende criminoso por tentativa de homicídio, lesão corporal e embriaguez ao volante

Da Redação: Homem tentou matar ex-companheira, mas foi detido pela Guarda. Polícia Civil ajudou a esclarecer o caso


“Ações integradas, coordenadas e informações policiais bem apuradas levam ao sucesso de uma prisão”, declara o delegado do 5º Distrito Policial, Fábio Garbin. A frase foi dita após a Guarda Civil Municipal de Osasco (GCM) prender, em flagrante, no dia 10 de abril, por volta das 15h, G.P.M., de 32 anos, pelo crime de tentativa de homicídio contra a sua ex-companheira, a atendente de telemarketing V.B.S., de 28 anos. O crime aconteceu na rua Sidnei Góes, no Km 18.
O fato inusitado da prisão é que o criminoso foi detido em outra circunstância. Ele foi preso inicialmente pelos crimes de embriaguez ao volante e lesão corporal. Os GCMs Messias Santos da Silva e Ney Alves dos Santos, que efetuaram a prisão, informaram que realizavam patrulhamento de rotina em suas motos quando abordaram um motorista de um veículo Gol dirigindo na contramão na rua Antonio Agu, no Centro.
Em depoimento à Polícia Civil, os GCMs informaram que o condutor, então G.P.M., estava visivelmente embriagado. Ao pedirem o documento, ele não exibiu. O condutor foi informado de que ele e o carro deveriam ser conduzidos até uma delegacia para prestar esclarecimentos. Neste momento, o homem iniciou uma fuga, sendo necessária a força para contê-lo.
Levado ao 6º Distrito Policial, o detido passou por exames de dosagem alcoólica no Instituto Médico Legal (IML), onde confirmou-se a embriaguez. Entretanto, durante a finalização do boletim de ocorrência pelo delegado Eduardo Simões Miraldi e das medidas policiais após comprovação dos delitos, descobriu-se por meio do sistema de informações da Polícia Civil que o homem preso e averiguado tinha a elaboração de um outro boletim de ocorrência contra ele registrado no mesmo dia, às 10h, no 1º Distrito Policial pela ex-companheira e vítima. Ela já havia dado queixa sobre o crime de tentativa de homicídio e furto de um celular no interior de sua residência.
Em depoimento, V.B.S. disse que foi agredida com um golpe de faca no peito e lesão no nariz. A vítima sofreu ferimentos no peito esquerdo e teve cinco pontos na região.
Versão da vítima
Em depoimento anterior, V.B.S. afirmou que viveu com o agressor durante 12 anos, mas afirmou estar separada porque o ex-companheiro era muito agressivo. Ela contou que G.P.M. foi até sua casa, já aparentemente embriagado e sob efeito de drogas. Ainda assim ela permitiu sua entrada porque ele disse que havia recebido uma proposta de emprego na Bahia e pretendia mudar-se para o estado. Ele a questionou sobre a ida dela para o local, mas ela negou ter vontade de ir à Bahia, uma vez que estavam separados. O homem então disse que precisa carregar o celular e afastou-se da ex-companheira a procura de uma tomada, mas ela percebeu que ao retornar ele carregava um objeto estranho entre as pernas, mas ainda não sabia que tratava-se de uma faca.
Inconformado com a resposta da ex-mulher e as negativas de voltar com o relacionamento o criminoso tentou esfaquear o abdômen da vítima, que machucou a mão ao tentar segurar a faca. Ele então encostou a faca no peito machucando-a novamente e ameaçando-a. V.B.S. gritou pelo irmão, que conseguiu conter o agressor e desarmá-lo. A faca usada para o crime foi apreendida e periciada.
A vítima foi socorrida e encaminhada ao Pronto Socorro do Jardim Pestana. Na sequência foi medicada e liberada. O delegado do 1º Distrito Policial, Paulo César Ramos Poli, que cuidou do caso inicial, orientou a V.B.S. a recorrer às medidas protetivas de urgência.
Diante de todos os fatos e da elaboração de três boletins de ocorrência, G.P.M. segue preso à disposição da Justiça e tem contra ele a aplicação da Lei nº 11.340/06, popularmente conhecida como Maria da Penha. Deste modo, ele está suspenso de porte de arma, deve manter afastamento do lar da vítima, familiares e testemunhas e qualquer tipo de contato ou comunicação. Ele ainda foi indicado pelos crimes de tentativa de homicídio, lesão corporal, furto e embriaguez ao volante. Se condenado, somando-se as penas, ele deve cumprir prisão superior a 10 anos.
O delegado Flávio Garbin, que trabalhou na finalização dos trabalhos de investigação, parabenizou a GCM pela ação e ressaltou a importância da corporação. “A GCM teve papel importante na resolução deste caso e tem uma atribuição constitucional de relevância na segurança pública. Vemos o empenho de cada integrante no combate aos índices de criminalidade da cidade. Temos a GCM de Osasco como parceiros estratégicos, que zelam pelo bem estar da população e nos dão o apoio policial nas ruas. Uma corporação muito íntegra e eficiente”, finalizou.
 fonte: http://spnoticias.com.br/?p=26230

Nenhum comentário:

Postar um comentário