AMPARO LEGAL

Amparo legal para este blog: Constituição Federal
Art. 1º. A República Federativa do Brasil, foramada pela união indissolúvel dos Estados e Municípios e do Distrito Federal, constitui-se em Estado Democrático de Direito e tem como fundamentos:
...
Art. 5º. Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes:
...
IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato;
...
VIII - ninguém será privado de direitos por motivo de crença religiosa ou de convicção filosófica ou política...;
...
IX - é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independente de censura ou licença;
Art. 220 - A manifestação do pensamento, a criação, a expressão e a informação, sob qualquer forma, processo ou veículo nao sofrerão qualquer restrição, observado o disposto nesta Constituição.
§ 2º. - é vetada toda e qualquer censura de natureza política ideológica e artística.
Sem espaço no mídia para divulgar os trabalhos realizados pelas Guardas Municipais do Brasil, este blog é mais uma ferramenta aliada para ampliar as ações cotidianas desta força policial que atua na segurança pública municipal.
GUARDA MUNICIPAL, órgão do poder público, legalmente investido no cargo, capacitados e treinados para cumprir as missões que lhes competem, com atribuição policial, fiscaliza, vigia, guarda, com sua presença (fardada) de caráter preventivo promove ações de segurança pública municipal, investido do poder de polícia da administração pública.

GUARDA MUNICIPAL, JUNTOS SOMOS MAIS QUE VENCEDORES!
GUARDA CIDADÃ - DESDE 1985 -PROTEGE, ORIENTA E AUXILIA -
ATENDE PELO TELEFONE (15) 3262.3244, 3262.1118 e 199 (Defesa Civil) 24 HORAS
Endereço para correspondência: Praça Duque de Caxias, 32 Centro - Cep: 18540000
e-mail: guarda.subinspetor@portofeliz.sp.gov.br
MEU CONTATO É: yvetegon@hotmail.com

Telefones de emergência
100- Violação dos Direitos da Criança e do Adolescente (Nacional)
180- Delegacia Eepecializada do Atendimento à mulher
181- Disque denuncia
190 - Polícia Militar
193 - Bombeiros
194 - Polícia Federal
197 - Polícia Civil
199 - Guarda Civil Municipal e Defesa Civil (Porto Feliz)

A farda não é uma veste que se despe com facilidade ou até com indiferença, mas uma outra pele que adere a própria alma, irreversivelmente para sempre. (desconheço o autor)

Ao homem que teme ao Senhor, ele o instruirá no caminho que deve escolher (Salmos 25/12)

Este blog está no ar desde 27/06/2011
Parou em 20/12/2015 por motivos politicos


Não serão públicados comentários no anonimato em cumprimento ao Art. 5 - IV É livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato. C.F.





sábado, 14 de março de 2015

VITORIA/ES - Guarda Civil de Vitória (ES) mantém "Patrulhas Maria da Penha" em ação 24h.


Equipes de GCMs da Guarda Civil de Vitória se mantém a postos 24h nas "Patrulhas Maria da Penha".

O Projeto "Patrulha Maria da Penha", idealizado pelo TJES (Tribunal de Justiça do Espírito Santo), em parceria com o INTP (Instituto Nacional de Tecnologia e Pesquisa) e a Prefeitura Municipal de Vitória através da GCMV (Guarda Civil Municipal de Vitória), está em operação a quase dois anos na capital capixaba.

O Estado do Espírito Santo atingiu a triste marca de líder no ranking de feminicídios a dois anos atrás, quando do início do Projeto Patrulha Maria da Penha, em Vitória, segundo dados do IPEA (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada), divulgados no "Jornal Século Diário" à época, quando o Estado do Espírito Santo fez computar a marca de 11,24 mortes de mulheres vítimas de violência doméstica para cada 100 mil habitantes, contra a média nacional de 5,82 mortes de mulheres vítimas de violência doméstica para cada 100 mil habitantes, na mesma época.

Diante do exposto foi posto em ação o referido projeto, um piloto, a ser experimentado na Cidade de Vitória (ES), que rendeu resultados positivos, inicialmente, para quase 100 mulheres com medidas protetivas ajuizadas junto ao TJES, e selecionadas segundo critérios do próprio Tribunal para participarem do projeto.

O projeto consiste no uso do dispositivo "botão do pânico", um aparelho eletrônico simples de pressão e rastreamento via GPS, que fica em poder da cidadã contemplada pelo projeto. Quando acionado, a qualquer hora, Equipes da Guarda Civil Municipal de Vitória, que estão previamente designadas para priorizar o atendimento ao acionamento do botão do pânico, de posse de um smartphone específico, recebem dados do posicionamento do botão acionado, além de imagens do agressor pré-gravadas para a solicitante em questão, e imediatamente se deslocam em caráter de prioridade ao local do chamado.

O CIOM (Centro Integrado de Operações e Monitoramento) da Guarda Civil Municipal de Vitória recebe de igual maneira em seus computadores, dados do local do acionamento do botão do pânico, imagens do agressor e a gravação do áudio do ambiente, que é captado em tempo real pelo dispositivo em poder da vítima, servindo de prova em juízo contra o agressor.

Desde o início do projeto a Guarda Civil Municipal de Vitória fez, segundo dados da SEMSU (Secretaria Municipal de Segurança Urbana), 18 atendimentos a acionamentos do botão do pânico, tendo logrado êxito em deter 12 acusados de agressão a suas ex-companheiras e mãe contempladas pelo projeto.

Entre os agressores detidos estão ex-maridos, ex-namorados e até filhos com histórico de agressões às vítimas contempladas pelo projeto. Na medida em que são detidos pelos Guardas Municipais, os acusados de violação da medida protetiva e agressão à mulher são imediatamente conduzidos à Autoridade de Polícia Judiciária em serviço na Delegacia da Mulher, onde são autuados segundo dispositivos da "Lei Maria da Penha" sancionada no ano de 2006, e postos à disposição da Justiça Capixaba para providências.

O tempo médio de resposta dos Guardas Municipais de Vitória aos acionamentos tem variante entre 5 e 7 minutos, e esta celeridade e comprometimento dos GCMs tem ajudado a salvar vidas.

Quando não estão atendendo aos acionamentos do referido projeto, as Equipes da Guarda Municipal de Vitória, lotadas no Grupamento de Proteção Comunitária, e designadas para compor as Patrulhas Maria da Penha em escalas alternadas 24h por dia, mantém patrulhamento preventivo na circunscrição do município, contribuindo para a segurança e proteção dos cidadãos que ora circulem pelas ruas da cidade, com diversas ocorrências atendidas e detenções flagrantes de criminosos executadas, bem como permanecem em pronto apoio para demandas da municipalidade.

O Projeto Patrulha Maria da Penha ganhou notoriedade nacional ainda no ano de 2014, sendo objeto de divulgação em importantes programas de TV, a exemplo do Jornal Televisionado "Bom Dia Brasil", o Programa "Mais Você" conduzido pela apresentadora "Ana Maria Braga" e o Programa "Fantástico".

Estados e municípios têm tomado ciência deste projeto piloto, executado com êxito e maestria pela Guarda Municipal de Vitória, e enviado representantes à capital capixaba  a fim de conhecer sua dinâmica, no melhor intuito de reproduzir a ação em suas circunscrições, buscando a redução das marcas desta triste realidade, que é a violência doméstica pratica contra à mulher.


fonte: http://amigosdaguardacivil.blogspot.com.br/2015/03/guarda-civil-de-vitoria-es-mantem.html?utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed:+AmigosDaGuardaCivil+(AMIGOS+DA+GUARDA+CIVIL)

Nenhum comentário:

Postar um comentário