AMPARO LEGAL

Amparo legal para este blog: Constituição Federal
Art. 1º. A República Federativa do Brasil, foramada pela união indissolúvel dos Estados e Municípios e do Distrito Federal, constitui-se em Estado Democrático de Direito e tem como fundamentos:
...
Art. 5º. Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes:
...
IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato;
...
VIII - ninguém será privado de direitos por motivo de crença religiosa ou de convicção filosófica ou política...;
...
IX - é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independente de censura ou licença;
Art. 220 - A manifestação do pensamento, a criação, a expressão e a informação, sob qualquer forma, processo ou veículo nao sofrerão qualquer restrição, observado o disposto nesta Constituição.
§ 2º. - é vetada toda e qualquer censura de natureza política ideológica e artística.
Sem espaço no mídia para divulgar os trabalhos realizados pelas Guardas Municipais do Brasil, este blog é mais uma ferramenta aliada para ampliar as ações cotidianas desta força policial que atua na segurança pública municipal.
GUARDA MUNICIPAL, órgão do poder público, legalmente investido no cargo, capacitados e treinados para cumprir as missões que lhes competem, com atribuição policial, fiscaliza, vigia, guarda, com sua presença (fardada) de caráter preventivo promove ações de segurança pública municipal, investido do poder de polícia da administração pública.

GUARDA MUNICIPAL, JUNTOS SOMOS MAIS QUE VENCEDORES!
GUARDA CIDADÃ - DESDE 1985 -PROTEGE, ORIENTA E AUXILIA -
ATENDE PELO TELEFONE (15) 3262.3244, 3262.1118 e 199 (Defesa Civil) 24 HORAS
Endereço para correspondência: Praça Duque de Caxias, 32 Centro - Cep: 18540000
e-mail: guarda.subinspetor@portofeliz.sp.gov.br
MEU CONTATO É: yvetegon@hotmail.com

Telefones de emergência
100- Violação dos Direitos da Criança e do Adolescente (Nacional)
180- Delegacia Eepecializada do Atendimento à mulher
181- Disque denuncia
190 - Polícia Militar
193 - Bombeiros
194 - Polícia Federal
197 - Polícia Civil
199 - Guarda Civil Municipal e Defesa Civil (Porto Feliz)

A farda não é uma veste que se despe com facilidade ou até com indiferença, mas uma outra pele que adere a própria alma, irreversivelmente para sempre. (desconheço o autor)

Ao homem que teme ao Senhor, ele o instruirá no caminho que deve escolher (Salmos 25/12)

Este blog está no ar desde 27/06/2011
Parou em 20/12/2015 por motivos politicos


Não serão públicados comentários no anonimato em cumprimento ao Art. 5 - IV É livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato. C.F.





domingo, 9 de março de 2014

SUMARÉ/SP - Comoção e revolta marcam velório do Guarda Civil de Sumaré morto em confronto

Revolta deu o tom no velório do Guarda Civil Thiago Henrique Lorençatto, de 37 anos, que foi morto com um tiro na cabeça

Entre choros e abraços, a revolta deu o tom no velório do GCM Thiago Henrique Lorençatto, de 37 anos, que foi morto com um tiro na cabeça na tarde da última sexta-feira. O disparo foi feito por bandidos que fugiam pela Avenida da Amizade, em Sumaré, após assaltarem um supermercado e um posto de gasolina.

Revolta deu o tom no velório do GCM Thiago Henrique Lorençatto
Clayton Damasceno/O Liberal

O velório teve início por volta do meio-dia de ontem e contou com a presença de familiares, guardas civis municipais, policiais militares e bombeiros. O sepultamento aconteceu às 17h e contou com uma salva de tiros feita por patrulheiros da GCM.

Para Hélio Lorençatto, 74 anos, pai de Thiago, o filho foi vítima do descaso das autoridades. "Isso que aconteceu com meu filho é resultado de um grupo de bandidos que se instalou na Vila Soma (local onde os marginais abandonaram o veículo utilizado durante a fuga). É preciso fazer algo nesse lugar. Sumaré se tornou uma cidade que não tem condições mais de se viver", declarou. "A gente cria um filho com carinho para ser um homem de bem e acontece isso", completou.

A irmã do guarda assassinado, Rosana Lorençatto Dalgé, 48 anos, desabafou sobre a crescente violência no local. "Sumaré inteira está revoltada. Aquela área (Vila Soma) está muito violenta. Nos últimos anos têm aumentado a criminalidade", destacou. Um comerciante e amigo da família, que preferiu não se identificar, afirmou que as leis precisavam ser mais rígidas. "O que aconteceu com o Thiago é descaso de quem está no poder. Os vereadores de Sumaré precisam fazer alguma coisa com a Vila Soma. Não pode deixar um pai de família ser morto assim", desabafou.


Velório de patrulheiro em Sumaré teve homenagens e clima de revolta
Clayton Damasceno/O Liberal

O guarda civil municipal Paulo Gonçalves afirmou que a morte violenta do companheiro de trabalho abalou toda a corporação. "Era um homem de bem, que sempre se preocupava em proteger a sociedade. A gente atira num pneu para parar a pessoa e o bandido já desce atirando na cabeça", contou. 

Para Antonio Alves de Souza, também guarda civil de Sumaré, os patrulheiros não têm respaldo na lei. "A lei é vulnerável. Se você atirar em um ladrão, você responde processo. O guarda em si fica desprotegido pela lei", explicou. Lorençatto, que morava no bairro Santa Madalena, em Sumaré, deixa a esposa e os filhos Raul, de 15, e Lorraine, de 9 anos, frutos do primeiro casamento.

fonte: http://amigosdaguardacivil.blogspot.com.br/2014/03/comocao-e-revolta-marcam-velorio-do.html?utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed:+AmigosDaGuardaCivil+(AMIGOS+DA+GUARDA+CIVIL)

Nenhum comentário:

Postar um comentário