AMPARO LEGAL

Amparo legal para este blog: Constituição Federal
Art. 1º. A República Federativa do Brasil, foramada pela união indissolúvel dos Estados e Municípios e do Distrito Federal, constitui-se em Estado Democrático de Direito e tem como fundamentos:
...
Art. 5º. Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes:
...
IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato;
...
VIII - ninguém será privado de direitos por motivo de crença religiosa ou de convicção filosófica ou política...;
...
IX - é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independente de censura ou licença;
Art. 220 - A manifestação do pensamento, a criação, a expressão e a informação, sob qualquer forma, processo ou veículo nao sofrerão qualquer restrição, observado o disposto nesta Constituição.
§ 2º. - é vetada toda e qualquer censura de natureza política ideológica e artística.
Sem espaço no mídia para divulgar os trabalhos realizados pelas Guardas Municipais do Brasil, este blog é mais uma ferramenta aliada para ampliar as ações cotidianas desta força policial que atua na segurança pública municipal.
GUARDA MUNICIPAL, órgão do poder público, legalmente investido no cargo, capacitados e treinados para cumprir as missões que lhes competem, com atribuição policial, fiscaliza, vigia, guarda, com sua presença (fardada) de caráter preventivo promove ações de segurança pública municipal, investido do poder de polícia da administração pública.

GUARDA MUNICIPAL, JUNTOS SOMOS MAIS QUE VENCEDORES!
GUARDA CIDADÃ - DESDE 1985 -PROTEGE, ORIENTA E AUXILIA -
ATENDE PELO TELEFONE (15) 3262.3244, 3262.1118 e 199 (Defesa Civil) 24 HORAS
Endereço para correspondência: Praça Duque de Caxias, 32 Centro - Cep: 18540000
e-mail: guarda.subinspetor@portofeliz.sp.gov.br
MEU CONTATO É: yvetegon@hotmail.com

Telefones de emergência
100- Violação dos Direitos da Criança e do Adolescente (Nacional)
180- Delegacia Eepecializada do Atendimento à mulher
181- Disque denuncia
190 - Polícia Militar
193 - Bombeiros
194 - Polícia Federal
197 - Polícia Civil
199 - Guarda Civil Municipal e Defesa Civil (Porto Feliz)

A farda não é uma veste que se despe com facilidade ou até com indiferença, mas uma outra pele que adere a própria alma, irreversivelmente para sempre. (desconheço o autor)

Ao homem que teme ao Senhor, ele o instruirá no caminho que deve escolher (Salmos 25/12)

Este blog está no ar desde 27/06/2011
Parou em 20/12/2015 por motivos politicos


Não serão públicados comentários no anonimato em cumprimento ao Art. 5 - IV É livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato. C.F.





sábado, 22 de fevereiro de 2014

PRAIA GRANDE/SP - Orientações de GCMs salvam bebê de 5 meses Guardas prestaram atendimento a mãe até chegada ao Pronto-socorro

Um bebê de apenas cinco meses foi socorrido na manhã desta quarta-feira (12) por uma equipe da Guarda Civil Municipal (GCM) após se engasgar com o leite materno. A orientação que os guardas passaram para a mãe do bebê e a rapidez com que chegaram ao Pronto-socorro salvaram a vida da criança.

Durante uma ronda à Base Móvel localizada no Sítio do Campo, próximo à Escola Municipal Ronaldo Sergio A.L. Ramos, a equipe composta pelo inspetor Gonçalves Filho, pelo auxiliar Vinicius e o motorista Aldivan foi surpreendida por um homem, que corria e chorava, informando que seu bebê estava engasgado. 

Em seguida, segundo Gonçalves, surgiu a mulher. “Ela estava com a criança desacordada nos braços, aos prantos, pedindo que salvassem seu filho”. Conforme ela tentou explicar aos guardas, a criança teria se engasgado após ser amamentada, quando tentava arrotar.

Imediatamente, os guardas colocaram a mulher na viatura e a levaram para o Pronto-socorro Central, no Boqueirão. No caminho, diante do nervosismo da mulher, os guardas tentavam acalmá-la e orientavam sobre a melhor forma de segurar o bebê e tentar fazer com que voltasse a respirar. “No curso de formação da GCM recebemos esse tipo de treinamento, que foi fundamental”.

O trajeto ao PS levou cerca de três minutos e, ao chegar ao hospital, a criança foi prontamente atendida. “Quando vimos que ela voltou a respirar, começando a chorar, foi muita emoção. Tenho um filho e pensei muito nele naquele momento”, recordou Gonçalves.

Ele contou que nunca havia passado por uma situação como essa em sua carreira e que a ocorrência ficará marcada pra sempre em sua memória. “Os pais do bebê foram direto procurar por ajuda na base, pois sabiam que ali encontrariam ajuda. Essa confiança é muito importante para nós e ter feito a diferença nesse caso vai ser inesquecível”.

AGÊNCIA DE NOTÍCIAS: Acesse também nosso conteúdo através do Facebook e do site da Rádio do Paço. Veja também o Banco de Imagens.
fonte: http://www.praiagrande.sp.gov.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário