AMPARO LEGAL

Amparo legal para este blog: Constituição Federal
Art. 1º. A República Federativa do Brasil, foramada pela união indissolúvel dos Estados e Municípios e do Distrito Federal, constitui-se em Estado Democrático de Direito e tem como fundamentos:
...
Art. 5º. Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes:
...
IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato;
...
VIII - ninguém será privado de direitos por motivo de crença religiosa ou de convicção filosófica ou política...;
...
IX - é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independente de censura ou licença;
Art. 220 - A manifestação do pensamento, a criação, a expressão e a informação, sob qualquer forma, processo ou veículo nao sofrerão qualquer restrição, observado o disposto nesta Constituição.
§ 2º. - é vetada toda e qualquer censura de natureza política ideológica e artística.
Sem espaço no mídia para divulgar os trabalhos realizados pelas Guardas Municipais do Brasil, este blog é mais uma ferramenta aliada para ampliar as ações cotidianas desta força policial que atua na segurança pública municipal.
GUARDA MUNICIPAL, órgão do poder público, legalmente investido no cargo, capacitados e treinados para cumprir as missões que lhes competem, com atribuição policial, fiscaliza, vigia, guarda, com sua presença (fardada) de caráter preventivo promove ações de segurança pública municipal, investido do poder de polícia da administração pública.

GUARDA MUNICIPAL, JUNTOS SOMOS MAIS QUE VENCEDORES!
GUARDA CIDADÃ - DESDE 1985 -PROTEGE, ORIENTA E AUXILIA -
ATENDE PELO TELEFONE (15) 3262.3244, 3262.1118 e 199 (Defesa Civil) 24 HORAS
Endereço para correspondência: Praça Duque de Caxias, 32 Centro - Cep: 18540000
e-mail: guarda.subinspetor@portofeliz.sp.gov.br
MEU CONTATO É: yvetegon@hotmail.com

Telefones de emergência
100- Violação dos Direitos da Criança e do Adolescente (Nacional)
180- Delegacia Eepecializada do Atendimento à mulher
181- Disque denuncia
190 - Polícia Militar
193 - Bombeiros
194 - Polícia Federal
197 - Polícia Civil
199 - Guarda Civil Municipal e Defesa Civil (Porto Feliz)

A farda não é uma veste que se despe com facilidade ou até com indiferença, mas uma outra pele que adere a própria alma, irreversivelmente para sempre. (desconheço o autor)

Ao homem que teme ao Senhor, ele o instruirá no caminho que deve escolher (Salmos 25/12)

Este blog está no ar desde 27/06/2011
Parou em 20/12/2015 por motivos politicos


Não serão públicados comentários no anonimato em cumprimento ao Art. 5 - IV É livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato. C.F.





sexta-feira, 1 de novembro de 2013

Acusado acaba baleado após roubar GCM de São Caetano

Terminou em tiroteio e um acusado baleado a tentativa bem sucedida de roubo a um guarda civil municipal de São Caetano na manhã de ontem, no Jardim Sônia Maria, em Mauá.
Segundo o registro da ocorrência feito no 1º DP (Centro) da cidade, por volta das 11h30 o GCM, morador do bairro, saiu de uma agência bancária, de onde sacou R$ 2.500, e se dirigia a pé para o estabelecimento comercial que mantém com a família, quando foi seguido por dois suspeitos em moto Falcon preta.
O garupa do veículo, Kleber José da Silva, 30 anos, entrou na loja e anunciou o assalto. O GCM, de 57, entregou o dinheiro, mas quando o acusado voltou a subir na moto, fez um disparo em direção à parede, levando à reação do guarda.
O tiroteio que se desencadeou chamou a atenção de uma base da GCM mauaense que faz a segurança no bairro. O comparsa de Silva voltou para buscá-lo e a dupla fugiu para o Parque São Rafael, na Zona Leste da Capital, onde morava.
Os guardas perseguiram e deram início a um outro tiroteio, onde o acusado acabou baleado na coxa direita. O comparsa conseguiu fugir com o dinheiro.
Silva carregava uma pistola calibre ponto 40, de uso exclusivo das forças policiais do Estado, com a numeração raspada. Ele estava foragido da Justiça, com prisão decretada por ser acusado de envolvimento em roubo que terminou com policial militar baleado na Capital.
Além disso, Silva tem passagens anteriores pela polícia por crimes como tentativa de homicídio, roubo qualificado e formação de quadrilha. Ele foi levado ao Hospital Nardini, onde seu estado era estável e aguardava cirurgia até o fechamento desta edição. 
Nenhum dos guardas ficou ferido durante o confronto armado.
O acusado foi indiciado na delegacia por tentativa de latrocínio, resistência à prisão, porte ilegal de arma restrita e tentativa de homicídio contra os guardas mauaenses. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário