AMPARO LEGAL

Amparo legal para este blog: Constituição Federal
Art. 1º. A República Federativa do Brasil, foramada pela união indissolúvel dos Estados e Municípios e do Distrito Federal, constitui-se em Estado Democrático de Direito e tem como fundamentos:
...
Art. 5º. Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes:
...
IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato;
...
VIII - ninguém será privado de direitos por motivo de crença religiosa ou de convicção filosófica ou política...;
...
IX - é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independente de censura ou licença;
Art. 220 - A manifestação do pensamento, a criação, a expressão e a informação, sob qualquer forma, processo ou veículo nao sofrerão qualquer restrição, observado o disposto nesta Constituição.
§ 2º. - é vetada toda e qualquer censura de natureza política ideológica e artística.
Sem espaço no mídia para divulgar os trabalhos realizados pelas Guardas Municipais do Brasil, este blog é mais uma ferramenta aliada para ampliar as ações cotidianas desta força policial que atua na segurança pública municipal.
GUARDA MUNICIPAL, órgão do poder público, legalmente investido no cargo, capacitados e treinados para cumprir as missões que lhes competem, com atribuição policial, fiscaliza, vigia, guarda, com sua presença (fardada) de caráter preventivo promove ações de segurança pública municipal, investido do poder de polícia da administração pública.

GUARDA MUNICIPAL, JUNTOS SOMOS MAIS QUE VENCEDORES!
GUARDA CIDADÃ - DESDE 1985 -PROTEGE, ORIENTA E AUXILIA -
ATENDE PELO TELEFONE (15) 3262.3244, 3262.1118 e 199 (Defesa Civil) 24 HORAS
Endereço para correspondência: Praça Duque de Caxias, 32 Centro - Cep: 18540000
e-mail: guarda.subinspetor@portofeliz.sp.gov.br
MEU CONTATO É: yvetegon@hotmail.com

Telefones de emergência
100- Violação dos Direitos da Criança e do Adolescente (Nacional)
180- Delegacia Eepecializada do Atendimento à mulher
181- Disque denuncia
190 - Polícia Militar
193 - Bombeiros
194 - Polícia Federal
197 - Polícia Civil
199 - Guarda Civil Municipal e Defesa Civil (Porto Feliz)

A farda não é uma veste que se despe com facilidade ou até com indiferença, mas uma outra pele que adere a própria alma, irreversivelmente para sempre. (desconheço o autor)

Ao homem que teme ao Senhor, ele o instruirá no caminho que deve escolher (Salmos 25/12)

Este blog está no ar desde 27/06/2011
Parou em 20/12/2015 por motivos politicos


Não serão públicados comentários no anonimato em cumprimento ao Art. 5 - IV É livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato. C.F.





sábado, 5 de outubro de 2013

SÃO CAETANO/SP - GCM de S.Caetano entrega cão-guia a deficiente visual

A GCM (Guarda Civil Municipal) de São Caetano entregou na sexta-feira Otto, cachorro de três anos da raça Golden Retriver, ao estudante de música Luiz Henrique Kichel, 22 anos, que é deficiente visual, Otto é agora seu cão-guia e assume a responsabilidade de ser os olhos do rapaz e acompanhá-lo onde quer que ele vá. Mas, para que isso acontecesse, a estrada foi longa.
Kichel nasceu prematuro e, por falta de um equipamento na estufa do hospital, teve oxigenação nas retinas e os vasos dos olhos foram descolados. Ficou cego aos 16 anos. Desde então, começou a usar a bengala especial para andar pelas ruas.
A busca por um animal habilitado começou há três anos, mas a disputa foi acirrada. “Estava, até então, em filas de diferentes instituições, mas existem mais de 2.000 pessoas em busca de cão-guia. No Brasil, formam-se apenas dez por ano. Sabia que seria demorado.” Segundo o Conselho Brasileiro de Oftalmologia, o País tem 1,4 milhão de cegos.
O guarda-civil Rogério Bauner Gentil, um dos responsáveis pelo adestramento de Otto, explica que, apesar da alta procura e do pequeno número de cães-guia, nem todos podem ter o auxílio. “Além de estar cadastrado em alguma associação, o primeiro pré-requisito é o deficiente ter mobilidade com a bengala e ser independente. O cachorro também é avaliado e o ideal é que seja curioso, que goste de atividades, tenha ímpeto e coragem”, afirma Bauner.
Além da primeira seleção, o cão e o futuro dono passam por treinamento juntos. “O animal aprende desde colocar a guia assim que o dono o chama até a desobedecer a comandos que tragam risco ao deficiente. E o dono precisa acompanhar algumas coisas para se familiarizar com o cão e saber como se portar diante dele.”
Por mais que Kichel seja independente, a entrada de um cão-guia em sua vida trará muitas mudanças. “Moro sozinho e faço praticamente tudo sem ajuda. Mas o Otto vai me proporcionar autonomia e mobilidade maiores e locomoção com muito mais facilidade, agilidade e segurança. Fazia muito tempo que eu andava na rua com a bengala e topava com uma árvore a cada 100 ou 200 metros. O cachorro vai evitar que esse tipo de coisa aconteça.”
Apesar da conquista, o músico lamenta o fato de o Brasil ainda não estar adaptado à cultura do cão-guia. Para Kichel, isso se dá por causa da falta conhecimento. “A população tem que entender por que precisamos dele, como funciona o trabalho e também como se portar diante de um cachorro como esse. Sei que muitos olham por causa da curiosidade, mas ainda falta muito a ensinar.”
Agora que o cão-guia foi entregue ao dono, ambos seguem para Santa Catarina para apresentar Otto à família e poder treinar um pouco em um ambiente em que Kichel é familiarizado. Presente na entrega, o Secretário de Segurança da cidade, o coronel da reserva da Polícia Militar José Quesada, afirmou que o canil de São Caetano aguarda a chegada de novos cães para que sejam treinados e oferecidos a outras pessoas que necessitarem. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário