AMPARO LEGAL

Amparo legal para este blog: Constituição Federal
Art. 1º. A República Federativa do Brasil, foramada pela união indissolúvel dos Estados e Municípios e do Distrito Federal, constitui-se em Estado Democrático de Direito e tem como fundamentos:
...
Art. 5º. Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes:
...
IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato;
...
VIII - ninguém será privado de direitos por motivo de crença religiosa ou de convicção filosófica ou política...;
...
IX - é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independente de censura ou licença;
Art. 220 - A manifestação do pensamento, a criação, a expressão e a informação, sob qualquer forma, processo ou veículo nao sofrerão qualquer restrição, observado o disposto nesta Constituição.
§ 2º. - é vetada toda e qualquer censura de natureza política ideológica e artística.
Sem espaço no mídia para divulgar os trabalhos realizados pelas Guardas Municipais do Brasil, este blog é mais uma ferramenta aliada para ampliar as ações cotidianas desta força policial que atua na segurança pública municipal.
GUARDA MUNICIPAL, órgão do poder público, legalmente investido no cargo, capacitados e treinados para cumprir as missões que lhes competem, com atribuição policial, fiscaliza, vigia, guarda, com sua presença (fardada) de caráter preventivo promove ações de segurança pública municipal, investido do poder de polícia da administração pública.

GUARDA MUNICIPAL, JUNTOS SOMOS MAIS QUE VENCEDORES!
GUARDA CIDADÃ - DESDE 1985 -PROTEGE, ORIENTA E AUXILIA -
ATENDE PELO TELEFONE (15) 3262.3244, 3262.1118 e 199 (Defesa Civil) 24 HORAS
Endereço para correspondência: Praça Duque de Caxias, 32 Centro - Cep: 18540000
e-mail: guarda.subinspetor@portofeliz.sp.gov.br
MEU CONTATO É: yvetegon@hotmail.com

Telefones de emergência
100- Violação dos Direitos da Criança e do Adolescente (Nacional)
180- Delegacia Eepecializada do Atendimento à mulher
181- Disque denuncia
190 - Polícia Militar
193 - Bombeiros
194 - Polícia Federal
197 - Polícia Civil
199 - Guarda Civil Municipal e Defesa Civil (Porto Feliz)

A farda não é uma veste que se despe com facilidade ou até com indiferença, mas uma outra pele que adere a própria alma, irreversivelmente para sempre. (desconheço o autor)

Ao homem que teme ao Senhor, ele o instruirá no caminho que deve escolher (Salmos 25/12)

Este blog está no ar desde 27/06/2011
Parou em 20/12/2015 por motivos politicos


Não serão públicados comentários no anonimato em cumprimento ao Art. 5 - IV É livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato. C.F.





sábado, 10 de agosto de 2013

Cães policiais devem ser adestrados por especialistas



Qualquer cão pode – e deve – ser adestrado. Os comandos básicos podem ser ensinados pelos donos, mas para se tornar um cão policial, somente com especialistas, garantiu o supervisor do Canil da Guarda Civil Municipal de Diadema, Márcio Cordeiro. O espaço recebeu ontem workshop de adestramento de cães e dicas para o uso correto de materiais para essa prática.
Cordeiro disse que não existe diferença entre os animais, mas sim no modo como são ensinados. “O cão policial perde a agressividade e só faz o que é mandado. Já o cão doméstico é estimulado a brincar.”
O superior do Canil da Defesa Civil de Osasco, Cecílio Neto Gomes Carlos, concorda com Cordeiro e acrescenta que o importante é o tratamento que o animal recebe. “O animal precisa de carinho e atenção. O resto ele aprende, se for bem ensinado”, afirmou.
Já o Sargento Diego Santiago, do Canil da Base Aérea de São Paulo, em Guarulhos, defende que os cachorros sejam diferenciados. “Existem cães domésticos, para as crianças e adultos. É difícil um cão que precisa gastar muita energia conviver com uma pessoa muito idosa, que tem problemas para andar, por exemplo”, explicou.
O sargento ainda disse que há diferença no perfil fisiológico dos animais. “Quando se precisa de um bom farejador, o melhor é que tenha focinho alongado. Já quando se quer uma boa mordida, focinho curto”, disse.

ADESTRAMENTO
Para o responsável pelo labrador Logan, Sargento Diego Santiago, qualquer cachorro pode ser adestrado. “O animal precisa aprender pelo sistema de reforço e punição. Quando ele faz algo corretamente, deve ser elogiado e repetir o exercício várias vezes. Quando ele erra, tem que ser punido, mas não com agressão, e sim sem receber o alimento, que é a recompensa”, afirmou.
Para o sargento, o importante é o animal ser adestrado corretamente. “Quem não tem conhecimento não deve tentar, pois pode piorar o temperamento”, disse.
Logan tem 2 anos, e está sendo treinado por Santiago para farejar drogas. “O Logan já obedece a todos os comandos. Agora vamos começar a usar o odor das drogas para que ele possa farejar”, afirmou o treinador, que destacou ainda que a equipe de adestramento é formada por quatro pessoas com funções bem específicas para que o adestramento tenha um bom resultado.
Santiago é o condutor do Logan e garante que, após a aposentadoria do cão, aos 8 anos, quer ficar com ele. “Comecei a adestrá-lo com 60 dias, e ele está com 2 anos. A gente acaba se apegando ao animal.”
Canil de Osasco é pioneiro em achar pessoas no Brasil
O cão que roubou a cena durante o workshop realizado ontem em Diadema foi Dara. A labradora de 2 anos e meio, da Defesa Civil de Osasco, é responsável por localizar pessoas.
Durante a apresentação, a cadela achou seu treinador, que estava escondido em um banco de areia. Dara farejou e, após fazer uma varredura por todo o local, parou em frente ao banco de areia e começou a cavar, sinalizando que o treinador estava lá. “Os cães tem o olfato aguçado e isso ajuda muito nos resgates tanto de pessoas vivas quanto de corpos”, disse o supervisor do Canil de Busca e Salvamento da Defesa Civil de Osasco, Cecílio Neto Gomes Carlos.
Carlos, que é responsável pelo canil desde o início dos trabalhos, em 1996, conta que a ideia surgiu depois de um acidente que ocorreu em um shopping da cidade. “Houve uma explosão em um shopping e demoramos muito para encontrar os corpos. Daí tivemos a ideia de adestrar cães para realizar este tipo de ação. O canil de Osasco foi o primeiro do Brasil a ter este tipo de cães”, afirmou. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário