AMPARO LEGAL

Amparo legal para este blog: Constituição Federal
Art. 1º. A República Federativa do Brasil, foramada pela união indissolúvel dos Estados e Municípios e do Distrito Federal, constitui-se em Estado Democrático de Direito e tem como fundamentos:
...
Art. 5º. Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes:
...
IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato;
...
VIII - ninguém será privado de direitos por motivo de crença religiosa ou de convicção filosófica ou política...;
...
IX - é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independente de censura ou licença;
Art. 220 - A manifestação do pensamento, a criação, a expressão e a informação, sob qualquer forma, processo ou veículo nao sofrerão qualquer restrição, observado o disposto nesta Constituição.
§ 2º. - é vetada toda e qualquer censura de natureza política ideológica e artística.
Sem espaço no mídia para divulgar os trabalhos realizados pelas Guardas Municipais do Brasil, este blog é mais uma ferramenta aliada para ampliar as ações cotidianas desta força policial que atua na segurança pública municipal.
GUARDA MUNICIPAL, órgão do poder público, legalmente investido no cargo, capacitados e treinados para cumprir as missões que lhes competem, com atribuição policial, fiscaliza, vigia, guarda, com sua presença (fardada) de caráter preventivo promove ações de segurança pública municipal, investido do poder de polícia da administração pública.

GUARDA MUNICIPAL, JUNTOS SOMOS MAIS QUE VENCEDORES!
GUARDA CIDADÃ - DESDE 1985 -PROTEGE, ORIENTA E AUXILIA -
ATENDE PELO TELEFONE (15) 3262.3244, 3262.1118 e 199 (Defesa Civil) 24 HORAS
Endereço para correspondência: Praça Duque de Caxias, 32 Centro - Cep: 18540000
e-mail: guarda.subinspetor@portofeliz.sp.gov.br
MEU CONTATO É: yvetegon@hotmail.com

Telefones de emergência
100- Violação dos Direitos da Criança e do Adolescente (Nacional)
180- Delegacia Eepecializada do Atendimento à mulher
181- Disque denuncia
190 - Polícia Militar
193 - Bombeiros
194 - Polícia Federal
197 - Polícia Civil
199 - Guarda Civil Municipal e Defesa Civil (Porto Feliz)

A farda não é uma veste que se despe com facilidade ou até com indiferença, mas uma outra pele que adere a própria alma, irreversivelmente para sempre. (desconheço o autor)

Ao homem que teme ao Senhor, ele o instruirá no caminho que deve escolher (Salmos 25/12)

Este blog está no ar desde 27/06/2011
Parou em 20/12/2015 por motivos politicos


Não serão públicados comentários no anonimato em cumprimento ao Art. 5 - IV É livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato. C.F.





sábado, 6 de julho de 2013

RIBEIRÃO PRETO/SP - Justiça condena quatro por morte de guarda municipal de Ribeirão Preto

Latrocínio ocorreu em há 1 ano e corpo foi encontrado após 11 dias; suspeitos estão presos

Felipe da Silva foi um dos suspeitos condenados (Foto: Weber Sian - 02.ago.2012 / A Cidade)


A Justiça de Ribeirão Preto condenou a 32 anos de detenção três acusados da morte do GCM (guarda civil municipal) Luís Antônio Pereira. Outro acusado recebeu pena de 21 anos de reclusão. Os quatro foram condenados por latrocínio, que é o roubo seguido de morte. O crime ocorreu em julho do ano passado.
Pereira ficou desaparecido por 11 dias. O corpo dele foi encontrado enterrado em um canavial próximo a Jardinópolis, após ter sido baleado e ter a residência assaltada pelos acusados.
Os quatro já estão presos desde o ano passado e permanecerão no CDP (Centro de Detenção Provisória) da cidade até a sentença definitiva.
Julio Iglesias de Oliveira, Felipe Frata da Silva e Alexander Cesar Leme Caetano foram condenados a 32 anos de prisão. Já Marcelo Fortunato, a 21 anos. Segundo a sentença, os quatro não poderão recorrer em liberdade.
Relembre o caso
Segundo investigações da polícia, Marcelo Fortunato teria conhecido a vítima pela internet. Em depoimento, Fortunato apontou o nome dos outros três envolvidos, mas disse que não tinha participação no crime.
Ele afirmou, na época, que os outros três acusados comentaram sobre um assalto à casa da vítima, mas achou que era uma brincadeira. No dia do crime, ele contou que estava na casa do CCM quando os três chegaram. Porém, a polícia acredita que Fortunato tenha atraído os autores à residência da vítima.
Depois de roubarem os pertences do guarda, eles o colocaram em um veículo e o levaram até o canavial. Fortunato mostrou à polícia o local onde o corpo do GCM foi enterrado.
fonte: 
http://www.jornalacidade.com.br/noticias/policia/NOT,2,2,859442,Justica+condena+quatro+por+morte+de+guarda+municipal+de+Ribeirao+Preto.aspx


Nenhum comentário:

Postar um comentário