AMPARO LEGAL

Amparo legal para este blog: Constituição Federal
Art. 1º. A República Federativa do Brasil, foramada pela união indissolúvel dos Estados e Municípios e do Distrito Federal, constitui-se em Estado Democrático de Direito e tem como fundamentos:
...
Art. 5º. Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes:
...
IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato;
...
VIII - ninguém será privado de direitos por motivo de crença religiosa ou de convicção filosófica ou política...;
...
IX - é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independente de censura ou licença;
Art. 220 - A manifestação do pensamento, a criação, a expressão e a informação, sob qualquer forma, processo ou veículo nao sofrerão qualquer restrição, observado o disposto nesta Constituição.
§ 2º. - é vetada toda e qualquer censura de natureza política ideológica e artística.
Sem espaço no mídia para divulgar os trabalhos realizados pelas Guardas Municipais do Brasil, este blog é mais uma ferramenta aliada para ampliar as ações cotidianas desta força policial que atua na segurança pública municipal.
GUARDA MUNICIPAL, órgão do poder público, legalmente investido no cargo, capacitados e treinados para cumprir as missões que lhes competem, com atribuição policial, fiscaliza, vigia, guarda, com sua presença (fardada) de caráter preventivo promove ações de segurança pública municipal, investido do poder de polícia da administração pública.

GUARDA MUNICIPAL, JUNTOS SOMOS MAIS QUE VENCEDORES!
GUARDA CIDADÃ - DESDE 1985 -PROTEGE, ORIENTA E AUXILIA -
ATENDE PELO TELEFONE (15) 3262.3244, 3262.1118 e 199 (Defesa Civil) 24 HORAS
Endereço para correspondência: Praça Duque de Caxias, 32 Centro - Cep: 18540000
e-mail: guarda.subinspetor@portofeliz.sp.gov.br
MEU CONTATO É: yvetegon@hotmail.com

Telefones de emergência
100- Violação dos Direitos da Criança e do Adolescente (Nacional)
180- Delegacia Eepecializada do Atendimento à mulher
181- Disque denuncia
190 - Polícia Militar
193 - Bombeiros
194 - Polícia Federal
197 - Polícia Civil
199 - Guarda Civil Municipal e Defesa Civil (Porto Feliz)

A farda não é uma veste que se despe com facilidade ou até com indiferença, mas uma outra pele que adere a própria alma, irreversivelmente para sempre. (desconheço o autor)

Ao homem que teme ao Senhor, ele o instruirá no caminho que deve escolher (Salmos 25/12)

Este blog está no ar desde 27/06/2011
Parou em 20/12/2015 por motivos politicos


Não serão públicados comentários no anonimato em cumprimento ao Art. 5 - IV É livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato. C.F.





sábado, 6 de julho de 2013

GUARUJÁ/SP - Força Tarefa de Guarujá realiza duas edições da Operação Dignidade em dois bairros da Cidade

Força Tarefa de Guarujá realizando o Operação Dignidade (Foto: Divulgação)

Nas últimas semanas, a Guarda Civil Municipal de Guarujá (GCM) — equipe da Força Tarefa realizou, em dois bairros da Cidade, Centro e Santa Rosa, mais duas ações da ‘Operação Dignidade’ que tem como objetivo realizar o acolhimento de moradores que vivem em vulnerabilidade social e que adotam as vias públicas como suas residências.
A ação desenvolvida pela Secretaria de Defesa e Convivência Social conta com o apoio das polícias Civil e Militar e demais setores municipais, como fiscalização de comércio e secretarias de Saúde e Assistência e Desenvolvimento Social.
“Nosso principal objetivo é o resgate da dignidade humana, trabalhar a inserção familiar, assistência médica, tratamento e acompanhamento para aqueles que sofrem de algum tipo de enfermidade e o retorno as suas cidades de origem caso os acolhidos sejam de outras cidades”, explicou a secretária adjunta de Assistência Social, Maria Angélica Cruz.
Na operação do último dia 19, 58 pessoas foram acolhidas, sendo que uma era procurada da justiça e foi encaminhada para cadeia e outras seis foram recambiadas para a cidade de origem.
Já na ação ocorrida no dia 27, a Guarda Civil acolheu 38 indivíduos que, após a triagem, foi constatado que dois tinham comprometimento mental e foram encaminhadas para internação, cinco foram recambiados e os demais seguiram para o Albergue Municipal José Calherani.
Na unidade de acolhimento municipal as pessoas acolhidas receberam alimentação, roupas limpas, tomaram banho e se alimentaram. Porém, algumas delas decidiram voltar para as ruas.
De acordo com a coordenadora da Força Tarefa, Valéria Amorim, a realização das ações realizadas semanalmente tem a função também de evitar que mais pessoas adotem as ruas como sua moradia.
“Vamos continuar monitorando e agindo sempre que for preciso. Pedimos a colaboração dos munícipes que evitem oferecer alimentação. Essa atitude fortalece a permanência dessas pessoas nas ruas”, explica.

A responsabilidade desta matéria é da prefeitura de Guarujá.
 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário