AMPARO LEGAL

Amparo legal para este blog: Constituição Federal
Art. 1º. A República Federativa do Brasil, foramada pela união indissolúvel dos Estados e Municípios e do Distrito Federal, constitui-se em Estado Democrático de Direito e tem como fundamentos:
...
Art. 5º. Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes:
...
IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato;
...
VIII - ninguém será privado de direitos por motivo de crença religiosa ou de convicção filosófica ou política...;
...
IX - é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independente de censura ou licença;
Art. 220 - A manifestação do pensamento, a criação, a expressão e a informação, sob qualquer forma, processo ou veículo nao sofrerão qualquer restrição, observado o disposto nesta Constituição.
§ 2º. - é vetada toda e qualquer censura de natureza política ideológica e artística.
Sem espaço no mídia para divulgar os trabalhos realizados pelas Guardas Municipais do Brasil, este blog é mais uma ferramenta aliada para ampliar as ações cotidianas desta força policial que atua na segurança pública municipal.
GUARDA MUNICIPAL, órgão do poder público, legalmente investido no cargo, capacitados e treinados para cumprir as missões que lhes competem, com atribuição policial, fiscaliza, vigia, guarda, com sua presença (fardada) de caráter preventivo promove ações de segurança pública municipal, investido do poder de polícia da administração pública.

GUARDA MUNICIPAL, JUNTOS SOMOS MAIS QUE VENCEDORES!
GUARDA CIDADÃ - DESDE 1985 -PROTEGE, ORIENTA E AUXILIA -
ATENDE PELO TELEFONE (15) 3262.3244, 3262.1118 e 199 (Defesa Civil) 24 HORAS
Endereço para correspondência: Praça Duque de Caxias, 32 Centro - Cep: 18540000
e-mail: guarda.subinspetor@portofeliz.sp.gov.br
MEU CONTATO É: yvetegon@hotmail.com

Telefones de emergência
100- Violação dos Direitos da Criança e do Adolescente (Nacional)
180- Delegacia Eepecializada do Atendimento à mulher
181- Disque denuncia
190 - Polícia Militar
193 - Bombeiros
194 - Polícia Federal
197 - Polícia Civil
199 - Guarda Civil Municipal e Defesa Civil (Porto Feliz)

A farda não é uma veste que se despe com facilidade ou até com indiferença, mas uma outra pele que adere a própria alma, irreversivelmente para sempre. (desconheço o autor)

Ao homem que teme ao Senhor, ele o instruirá no caminho que deve escolher (Salmos 25/12)

Este blog está no ar desde 27/06/2011
Parou em 20/12/2015 por motivos politicos


Não serão públicados comentários no anonimato em cumprimento ao Art. 5 - IV É livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato. C.F.





terça-feira, 9 de abril de 2013

ITU/SP - Denúncia anônima ajuda GCM a localizar bebê vítima de maus tratos


Caso aconteceu na madrugada do último sábado em um trailer de lanches na Vila Lucinda. Mulher está desaparecida
Itu - Uma mulher com um bebê de apenas seis meses foi flagrada na madrugada do último sábado (30) em um trailer localizado na Vila Lucinda, em Itu. A genitora foi encaminhada ao Plantão da Delegacia Central, local onde se alterou e veio a abandonar o bebê. O caso foi atendido pela Guarda Civil Municipal.
Segundo informações, na madrugada do último sábado, a GCM foi informada, através de uma denúncia anônima, para atender a uma ocorrência sobre maus tratos em um trailer de lanches na Vila Lucinda. Quando os guardas chegaram ao local, na Rodovia Waldomiro Correa de Camargo, encontraram uma mulher, a qual aparentava sinais de embriaguez e que levava uma criança de apenas seis meses em um carrinho de bebê.
Diante da situação, os guardas encaminharam mãe e filha até o plantão policial. Porém, ao chegarem na Delegacia Central, a mulher se alterou com os funcionários do local, chegando a ofendê-los, e fugiu do local, abandonando a criança.
Segundo apurou a reportagem do JP, a criança chorava muito e apresentava sinais de maus tratos e logo foi encaminhada a um abrigo do Conselho Tutelar. Até o fechamento desta edição, a mãe ainda não havia sido localizada. O caso foi encaminhado para a Vara da Infância e Juventude de Itu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário